sexta-feira, 8 de junho de 2012

Um café bem quente





Estou acordada ou dormindo? Tem horas em que tudo isso parece um grande sonho e em outras uma realidade que me prende no desejo e no medo,é tudo uma grande ligação de opostos que se encontram em um só corpo,em meu corpo e me fazem balançar.
Quando os olhos realmente se abrem eu enxergo que existe muita verdade em meu sonho e muita mentira em minha realidade,nunca sei em qual acreditar,acredito em tudo, até porque talvez eu queira tudo só não sei como alcançar.
O medo ainda me impede de dar cinco passos em direção ao banheiro para meu rosto lavar, tenho medo de abrir os olhos de vez e perceber que meus medos estão escritos em meu rosto, gritando e suando, e que em meus olhos existem razões para viver o que me assusta mais.
Apesar de tudo isso e um pouco mais que não confesso por ser fraca, me levanto, lavo meu rosto, encaro o espelho, me arrasto pra cozinha sem entender o motivo desse humor tão estanho.
Coloco o café pra esquentar mesmo sem saber se vou tomar, até por que e se a minha boca eu queimar? Isso não importa, é só mais uma tentativa de fugir da verdade escondida a sete chaves por mim.
É que no fundo tem dias em que agente só quer uma xícara de café bem quente, um abraço bem apertado e sentir que você é a pessoa mais especial na vida de alguém...O café eu já tomei...

Sem comentários:

Enviar um comentário